•  

    quinta-feira, 29 de setembro de 2016

    História de amor entre um peixe e seu dono.

    Era uma vez o Ronaldo Lacava que construiu uma casa na serra da Cantareira! Mudou-se com sua família para lá definitivamente há 3 anos. Contente com sua nova vida, ele decidiu comprar peixes para seu aquário da sala. Conforme o tempo foi passando, os peixes foram morrendo, menos um - que continuou firme e forte por todos esses anos. Ele o comprou pequenino e o mesmo cresceu e ficou grandão. Até há duas semanas quando Ronaldo Lacava percebeu que os pequenos peixes estavam atacando o maior e mais velho peixe do aquário. Isso quer dizer que o peixe está morrendo. Ronaldo ficou muito triste pois era seu peixe mais velho. Então teve uma ideia: tirar o peixão e montar um aquário pra ele. Ronaldo então, pegou uma tigela de sobremesa da sua mulher na cozinha e colocou água, montando um aquário. O peixe agora tinha seu aquário particular. Ainda não satisfeito para que o peixe merece, ele comprou antibiótico para o peixe. Isso mesmo!
    Mas ele ainda tava muito preocupado com o peixe, principalmente pelo frio uma vez que na Serra a temperatura é menor. Então, ele decidiu ocupar o banheiro da família lá da parte de baixo e deixar a tigela em cima da privada, montando não só um aquário pro peixe como o próprio cômodo do peixe. Uma vez que a tomada ficava lá pertinho. Ainda preocupado com o frio, Ronaldo decidiu colocar e ligar o AQUECEDOR pro peixe porque a água estava muito gelada! Que carinho com o peixe.... Ele e seu peixe velhinho ficaram ocupando por um pouco mais de UMA SEMANA o banheiro da família, até que na manhã de quarta feira recebo a notícia triste: o peixe morreu.
    E a vida, não satisfeita em tirar o peixe daquele homem trabalhador, tirou a vida de mais 4 peixes novinhos que ele havia comprado.
    Seria essa casa mal assombrada? Seria água contaminada? Seria a vida rindo? Ou apenas o ciclo da vida? Lei da natureza? Não sabemos. Mas sabemos que Ronaldo ficou triste.
    Ronaldo passou o dia triste com a morte de seus peixes e de seu favorito. Ele cuidou com tanto amor e carinho do peixe, que nem acreditamos o peixe já estava melhor, voltando a nadar e parecia 100%, mas não estava. O peixe faleceu e hoje o Ronaldo está triste.
    RIP peixe!




    segunda-feira, 26 de setembro de 2016

    #NataschaCultura (parte 4)

    BEM VINDOS A MAIS UM NATASCHA CULTURA :D

    Quem já leu o texto abaixo, já leu, só rodar o mouse para as curiosidades! :)

    Saber um pouco das coisas fora do comum é sempre bom né? E tracei como meta sempre aprender algo novo por dia, juntei algumas coisas e irei compartilhar com vocês para que vocês saibam dessas curiosidades, não sejam pego de surpresa e possam até surpreender alguém dando essas informações que provavelmente MUITA gente não sabe. Algumas eu já sabia, outras fui informada, outras vi em séries, outras vi em vídeos, outras em livros, e é uma junção. Terá várias partes, essa aqui é só o começo.
    SHALL WE?

    1. Os ruivos não ficam grisalhos, os cabelos só desbotam e ficam loiro rosado. Chato né?





    2.
    A himenoplastia nos Estados Unidos é muito procurada, inclusive, mais procurada do que a prótese de silicone.

    Pra quem não sabe, himenoplastia também é conhecida como cirurgia de recuperação da virgindade. É uma intervenção cirúrgica que visa reconstruir o hímen, unir as partes do hímen que se romperam. Procedimento simples e quase indolor, usando anestesia local.
    (Não vou opinar hahaha)








    3.
    A média de vida de um cidadão brasileiro é de 75,2 anos.







    4.
    Desde 2001 tá acontecendo um conCerto (com C viu gente, vou ensinar uma regra básica: Concerto com C - Clássica = música clássica, concerto = música, ok?) em uma igreja da Alemanha, e só vai termina em 2640. Se tornando o concerto mais longo do mundo!


    Explicando: A música foi composta por John Cage em 1987, e ela não deveria passar de 20-70 minutos. Daí, um grupo de filósofos e músicos decidiu reduzir o ritmo de tal forma que a música levasse 639 anos pra finalizar. Só para terem uma ideia, só a primeira nota demorou 11 meses para finalizar (?)
    WTF





    5.
    A sucuri é a maior cobra do mundo, podendo chegar a ter mais de 9m de comprimento (cOmprimento com o = lOngo = distância = medida), 5cm de altura, e pesar até 160 kg. Sua caçada resume-se basicamente em emboscada, e sua movimentação é muito mais ágil dentro da água. Elas podem pegar a sua presa a vários metros de distância, mas preferem estar perto para dar o bote. Não são cobras venenosas, em compensação, esmagam a sua presa até a morte.

    O peso da mordida de uma sucuri é maior do que a mordida de uma onça pintada.





    6. Quando alguém tosse ou espirra, CEM MIL partículas virais são soltas no ar.





    7. A primeira chocolateria do mundo surgiu na Inglaterra em 1657.





    8. Nas segundas feiras, 50% dos trabalhadores não chegam no trabalho no horário, e só conseguem trabalhar de verdade mesmo por 3 horas e meia.





    9. Segundo os coreanos, pessoas com orelha(s) de abano, trazem muita sorte.





    10. Os cães possuem uma visão periférica muito maior que a nossa, a sua amplitude de visão é tão grande que quase enxergam de costas. E diferente do que se pensava no passado, cães enxergam colorido, não preto e branco. Só não distinguem todas as cores, por exemplo, eles não sabem distinguir o verde, do vermelho, e por isso veem o mundo um pouco mais "pálido" digamos assim.




    http://tudosobrecachorros.com.br/2010/10/como-e-a-visao-dos-caes.html


    OBRIGADA A QUEM ACOMPANHOU E ATÉ A PARTE 5 (já quem não acompanha no twitter, acompanha aqui) :) 


    sexta-feira, 23 de setembro de 2016

    51 coisas que você (provavelmente) não sabia sobre mim.

    1. Eu tenho shipps, sofro por shipps, tenho meu OTP Brucas, meu MerDer, meu amor Ross & Rachel, mas antes disso tudo começar, lá atrás, eu tive Carlos Daniel e Paulina. Havia pensado por muito tempo que esse foi meu primeiro shipp, até que regressei lá atrás e vi que meu PRIMEIRO shipp da vida foi Vivi e Mosca das Chiquititas.
    Eu lembro que quando a Vivi, que era minha rainha na infância saiu das chiquititas, eu estava na minha avó, tinha meus 6 anos, fui até o box que ela tava tomando banho, CHUTEI e saí chorando
    HAHAHAHAHAHAHAHA. Essa cena nunca vai sair da minha cabeça
    Vivi e Mosca, é... foi o primeiro. 
    NEM PRECISO FALAR que a Renata Del Bianco continua MARAVILHOSA e ESTUPENDA de linda né? Dá até raiva! O menina coisa fofa....
    A MÚSICA DO SEGUNDO CLIPE EU TO GRITANDO!!!! NOSTALGIA NÍVEL ALTÍSSIMO.







    2. Em 23 anos da minha vida, eu já fiquei com alguns rapazes, já tive minhas saideras, já tive meus affairs e meus casos, mas amar, amar a ponto de reconhecer o amor, de sentir frio na barriga e na espinha, ficar ansiosa todas as vezes como se fosse a primeira quando vê a pessoa, ser capaz de perdoar coisas que em outras ocasiões você não perdoaria, ser capaz de ver um futuro com aquela pessoa (quando você FINALMENTE CONSEGUE ver um futuro, você está ferrado meu amigo), de querer fazer coisas tão românticas que chega a ser brega e ridícula, foram apenas duas vezes na vida. Uma em 2008, e outra 7 anos depois, em 2015. Foram duas ocasiões diferentes, dois casos COMPLETAMENTE diferente, duas histórias diferente, duas pessoas MUITO diferente, e mesmo assim, ainda me encontro aqui!
    É preciso (mesmo) saber diferenciar amor x paixão, eles parecem tão iguais, mas são tão diferentes. A segunda opção só dura alguns meses, depois... não resta mais nada! A primeira? fica, e você sabe que vai ficar. E é aquilo: quero que seja feliz, mesmo não estando mais aqui. Sua felicidade é prioridade. Fim.




    3. Eu sempre sonhei em fazer minha festa de 15 anos, e usar um vestido azul bebê. Azul bebê SEMPRE foi minha cor preferida, antes mesmo da Cinderela ter se tornado minha princesa favorita, consequentemente aquele vestido maravilhoso dela também.
    Mas o que me fez decidir FIELMENTE que meu vestido seria azul bebê, foi a abertura de "Primeiro amor a mil por hora", novela mexicana que passava no SBT, eu nem era muito fã (apesar de amar novelas mexicanas na época) mas a abertura... puts! E aquele vestido QUE NEM É TUDO ISSO, SE TORNOU tudo isso na época. O meu, foi muito mais bonito hahaha.







    Logo no começo da abertura (00:07) (00:56) (1:21), e percebam que ele nem é inteiramente azul.
    O meu:





    4. Minha música preferida desde 2005, quando eu tinha exatamente 12 anos de idade, desde então, mais de 10 anos depois, ninguém nunca ocupou o espaço é Here without you do 3 doors down. Seguindo ela, Heartless do the fray há uns anos também, mas não tanto tempo quanto a primeira.






    5. Apesar de ser atéia, eu sempre tive na minha cabeça o casamento dos meus sonhos: Casar em uma igreja (sim, eu sei, não faz sentido), tocar Can't help falling in love do Elvis, com o vestido que eu escolhi já faz anos, a noite, com festa :) O mais importante: Can't help falling in love. É... essa música, é...



    Aliás, na voz do Andrea Bocelli fica lindo também:




    6.  Quando eu era pequena tinha 3 profissões que eu queria muito no futuro, meu pai sabe bem: Ser caixa de super mercado (adorava os botões), ser mágica (?), e ser porteira (novamente, adorava os botões). Eu sou tipo a Didi do Dexter, acho que ninguém sabe disso, na real.








    7.  Eu SEMPRE, SEMPRE, desde que me reconheço amo cantar. DE VERDADE! Tudo isso foi influência do meu pai. Quando eu era pequena, ele passava as noites na praia de Caraguá cantando no karaokê do alemão com os amigos dele. E meu pai cantava/canta maravilhosamente bem. Tinha vezes que eu e minha irmã não aguentávamos, porque ele virava as madrugadas, e minha mãe acompanhava, então dormíamos no carro, esperando pra ir pra "casa". Mas sempre ouvia ela cantar, até pegar no sono. E antes de ir pro carro dormir, ele sempre deixava eu cantar uma música ou duas, geralmente eu cantava Lua de cristal da Xuxa (SIM, ERA A QUE EU MAIS CANTAVA E AMAVA HAHAHA), e cantava no natal também, mas no natal era uma briga danada pra pegar aquele karaokê. E até hoje eu gosto, gosto muito, e tenho uma voz até que dahorinha :) . Nada que me leve ao the voice, mas, me faz bem





    8.  Ainda quando eu era pequena, eu sempre tive um amor absurdo pela minha mãe, era ao extremo agarrada com ela, e nunca imaginei minha vida sem esse pedaço. Fui criada por muitos anos pela Cícera por boas horas do dia, além da minha avó, e ficava com minha mãe as noites e madrugadas (A Cícera foi minha segunda mãe e sempre será, esse nome nunca será esquecido, minha favoritinha, pra sempre), minha mãe chegava em torno das 19/20, quando ela demorava além desse horário, e eu não conseguia contato com ela no celular e o atraso era absurdo, eu chorava, eu chorava TANTO, antes de chorar tanto eu ligava para as minhas avós, para as minhas tias, para o meu pai, para saber se ela estava com eles, se ela não estava, eu já começava a me desesperar. Antigamente os celulares não eram que nem hoje, nem eram usados, ficavam desligados, enfim, era diferente. Eu chorava de desespero ao pensar que poderia perder minha mãe, que poderia ter acontecido alguma coisa, era o meu pior pesadelo: quando ela não chegava em casa. Eu olhava para a janela do segundo andar toda vez que um carro estava pra entrar na garagem, e a maioria das vezes não era ela. Ligava pra portaria quando eu não via que carro entrava pra saber se ela tinha chegado, e pedia pra eles me avisarem. 
    Eu chorava, chorava, chorava, chorava de desespero! minha mãe, não sabia viver num mundo sem ela. Quando eu ouvia o som da maçaneta girando, meu coração disparava, e aquela agonia toda ia embora, e eu brigava tanto com ela, chorava e perguntava onde ela estava. Na maioria das vezes (até hoje, mas hoje ela atende o celular) a resposta era quase sempre a mesma: Super mercado :p
    Minha mãe já me deu vários, vários sustos.
    Meu pai e minha mãe uma vez juntos, chamei a polícia sim.
    Eu amo vocês, parem de me deixarem loucas. A FILHA SOU EU. brigada.



    9. Eu sei nadar desde os meus 2 aninhos, ou até menos. Meus pais sempre foram bastante preocupados com isso de cair em água, etc. Até porque íamos pra praia direto. Mas também comecei cedo na natação por causa da minha bronquite (era bem feia, inclusive quase morri com 3 aninhos, além de estar em péssimo estado peguei doença hospitalar), mas eu sempre adorei a água, piscina, natação, o cheiro de cloro maravilhoso naquelas águas. E água quente hahaha. Bom, foi mais pela minha bronquite mesmo. Minha mãe é uma ótima nadadora, acho que puxei a ela. Só não sei nadar borboleta mesmo :/ nunca aprendi.







    10. Sabe essa foto aí de cima? Essa foi minha primeira casa, e meu primeiro cachorro era um pastor alemão e se chamava Rambo. Eu ainda lembro daquele monstrinho, mesmo sendo tão pequena. 
    Eu não nasci em um berço de ouro, e minha família nem sempre teve a condição que tem hoje.
    Sabe a primeira porta que vocês estão vendo atrás de mim?
    Lá era o escritório do meu pai.
    Ele foi policial militar, se aposentou quando eu era bem bebê, começou uma faculdade tudo de novo, perdeu nossa infância pra fazer da nossa vida melhor. Estudou por anos direito, e estudando abriu esse escritório aí atrás de mim (lembro até da secretária dele, a Alessandra/Alexandra algo assim). Nossa casa era horrível tá? O lugar era péssimo, tinha enchentes sempre que chovia, meu pai tem até em DVD gravado, e era a casa das baratas. Enfim...
    Depois veio o apartamento, e nossa vida foi crescendo. Meu pai sempre foi um gênio, sério. Ele é demasiado inteligente, e NADA foi de graça, NADA. Foi tudo luta do meu velhinho!
    (Meu quarto no apê era assim V depois mudou rs)





    11. Por muitos anos, eu sempre tive fixo na cabeça, antes de querer ser tradutora, que iria fazer psicologia, e foi por muito, muito, muito pouco! Sempre amei escutar as pessoas, e dar meus conselhos ultra hiper poderosos (que eu achava né haha) mas sério, eu gostava muito. 




    12. Por muito pouco, e pra alegria dos meus pais (hahahah) foi por pouco também que não fiz artes cênicas, eu sabia que odiaria a faculdade, o que eu gostava era de interpretar, era do palco, era de esquecer que eu era eu por algumas horas e fingir que eu era alguém totalmente diferente do que conhecia. Até prostituta já encenei (mas calma, de leve, fiz Moulin Rouge). Desisti mesmo de artes cênicas quando vi que na São Judas eu tinha que fazer junto no primeiro ano Artes plásticas (meu, sério, odeio, e não me ponha pra desenhar). Mas tudo chegou em um acordo quando meu pai decidiu pagar o Wolf Maya pra mim. Tudo no começo era mil maravilhas, mas bem... não era aquilo que eu tava procurando. Encenei bastante em TV lá, mas teatro que era bom, era só coisas de época, enfim.... Eu amo até hoje, mas não vale a pena investir seu futuro em uma coisa tão escorregadia, que fique por hobbie mesmo. Pena que descobri isso muuuito tarde após meu pai gastar um bom dinheiro comigo. (Wolf <3 V)



















    13. 2009 foi um ano EXTREMAMENTE complicado pra mim, EXTREMAMENTE. Eu nunca vou esquecer daquele ano.
    Foi o ano que eu adoeci, quase enlouqueci, quase perdi o ano, e tive que mudar de colégio em pleno setembro de 2009, e se não fosse por eles, se não fosse pelo colégio chamado Alvorada, se não fosse por aquela MICROESCOLA que parece uma casa de esquina, minúscula, onde eu conheci Caio, Bel, Luís, Caio G, Jonas, Saulo, Bruninho, Will, professores que NÃO ERAM SÓ professores, eram amigos... como esqueceu o Valdimir, que passava de 2 em 2 semanas em casa pra pegar uma temporada minha de Friends emprestado? Melhor professor de história do UNIVERSO. Prof Leandro, o Denis, o doidooooo de química HAHAHAHAHA. Era uma família, melhores manhãs do mundo. Eles.... simplesmente me salvaram, me reergueram, e me ajudaram em CADA passo.
    Se não fosse por eles, se não fosse por esse bando de homem, sim, foi só homem que conheci naquela sala, aliás, 97% daquela sala era homem (também, tinha umas 10 pessoas hahaha), e é isso, posso não ter mais contato com todos, mas eu nunca vou esquecer do meu último ano, e desse final infernal de 2009. Eu não teria conseguido sem vocês, a minha antiga amiga, e a Karina. Não teria. Vocês, LITERALMENTE, me salvaram!


























    14. Seguindo a lógica de 2009, foi a partir daí que entrei no mundo das séries, começando a ver Friends. Vi uma vez na TV, ri muito, vi outra, ri muito, comecei a juntar meu dinheiro (trabalhava no escritório do meu pai) e comecei a comprar uma temporada por mês. Tinha que me segurar e ver aos poucos pra não acabar tudo, e poder segurar até o próximo mês. Era a única coisa que me fazia sair do quarto e rir por alguns minutos.
    Friends é muito mais importante pra mim do que parece, por isso é e sempre será minha série favorita, nada substitui. As 10 temporadas, comprei tudo sozinha inha. E a partir de então, veio outras séries, e não acabou nunca mais. Friends me puxou pra cima.




























    15. Seguindo a lógica acima de Friends, friends em 2009 me puxou pra cima. Hoje me puxa pra baixo se eu assistir, porque sempre terá Ross & Rachel. E Ross & Rachel é o ÚNICO casal de todas as séries que me faz lembrar eu com alguém, consequentemente a pessoa que gosto, por toda nossa história, idas e vindas e porque pensei que ele era meu lobster, penso até hoje. Daí até agora, 5 meses depois, não tive coragem de ver um episódio de friends ainda.



    16. Sim, eu já desfilei na tv sim! argh





    17. Meus 2 filmes favoritos quando eu era adolescente era Um amor pra recordar e Antes que termine o dia.
    Certeza que ainda choro se eu assistir esses 2 filmes nos dias de hoje mesmo.



    18. Estudei até o pré no clubinho da rosinha, era literalmente em frente a casa da minha avó. Chegava umas 17 na casa dela, me entupia de sorvete, granulado, castanha de caju e cobertura de chocolate e ficava vendo novelinhas com a vovó. Melhores tardes do universo.


    19. Fui oradora do pré, e uma das do ensino fundamental na 8a série. Sempre tive muita facilidade com leitura, lia ridiculamente bem, e fui a primeira a aprender a escrever na minha sala.
    #GarotaProdígio (ignorem as letrinhas coloridas por favor imploro e tbm se puderem ignorar um olho menor que o outro meio vesgo tbm agradeço de coração viu, a e o chapéu maior q eu obrigada, mas principalmente as letrinhas e efeitos msm)





    20. A maior dor física que experimentei na vida até hoje foi quando tive que tirar um olho de peixe escroto que nasceu do lado do meu dedão do pé porque eu andava muito, mas muito descalça tipo favelada corinthiana. A anestesia geral que eu tomei no dedão do pé, fui uma dor ABSURDAMENTE PATÉTICA RIDÍCULA deveria ser proibida mas aprendi minha lição.




    21. Sempre gostei de mechas azul no cabelo. Sempre, depois do filme aquamarine esse sentimento só aumentou. Fiz algumas vezes mas sempre saia rápido. Sou fã de mechas azul até hoje tá?






    22. Ignorem a foto e o cabelo azul agora e foquem no colar que estou usando. 
    A minha tatuagem na lombar foi exatamente desenhada a partir desse colar. Colar que minha mãe me deu, e mandei fazer igual na lombar, porque além de representar minha mãe, ninguém teria uma igual e o símbolo da paz dentro do coração representando o amor sou eu escrita. Está certinho, no espelho saiu ao contrário o pingente da paz, mas está certo, rs.





    23. Pode realmente ser que esse negócio de signo seja uma completa baboseira, mas o MEU? Ele me descreve completamente.
    Se quiserem saber da minha personalidade, da minha forma de agir, abram a página de piscianas, e pronto, sou eu! Escreveram para mim mesma. Euzinha.






    NÃO CONSEGUE LEMBRAR SE JÁ LAVOU O CABELO SOU EU WAIUEHAIUHEAHEUWIAHEIUAHEAIUHEIUAHEIUAEH

    C :( 
    AIUHEAIHUEUIAHEIAHEUIAHUIAHEUIAHEIAHEUIAEUIAHEIAHEIAHEIAHE. TO URRANDO. EU EU EU.









    ;)

    Perfeito, simplesmente os dois perfeitos.
    "Mas o amor pleno nunca estará de estar presente em seus sonhos".





    24. É tão difícil arrancar um "eu te amo" de mim, mas se arrancar, saiba que não é brincadeira, que não é falso, e que você conseguiu atravessar o que era impossível.

    25. Uma coisa que eu nunca tive coordenação pra fazer, é dançar.
    Sou péssima nisso, chega a ser triste. Minha mãe era praticamente uma bailarina.

    26. Não sei se é com todo mundo, mas comigo, sempre que eu tenho muito frio, e vou pra debaixo das cobertas, inexplicavelmente embaixo das cobertas no começo, eu sinto mais frio do que antes de entrar nelas. Começo a tremer loucamente, e depois de algum momento passa.

    27. Tenho tripofobia, nível forte, e graças a hipnose diminui bastante. Hoje posso olhar pra uma colmeia de abelha e não passar mal.

    28. Já fingi que quebrei o braço porque quando eu era criança eu ia fazer uma peça de uma cega muda, e tava em pânico, fiz meus pais me levarem no hospital da polícia, passar a noite toda lá, e olha, eles ficarem bem bravos depois. LEMBRA PAI, LEMBRA MÃE? Eu era pequena gente, tinha lá meus 10/11 anos. E tinha um motivo: minha professora de teatro do ensino fundamental maquiava TODAS as meninas a força, e eu tinha horror a batom, estava com medo dela passar em mim. (mas explicações no item 34)

    29. Amo cupim. Minha carne preferida é cupim. Sou louca por cupim.

    30. Eu AMO a Lilo do Lilo & Stitch, tirando a Cinderela, ela é minha favorita da Disney.




    31. O melhor dia da minha vida foi meu aniversário de 15 anos. Um dos melhores foi quando eu vi a neve no Canadá, fiz anjinho e patinei a tarde/noite inteira de baixo de neve.



    32. Eu tenho um blusão compartilhado. Sabe aquele que você e a pessoa usam? É dois DOIS? Ou essa foi a intenção quando você comprou e falou? Então, depois que eu dei o moletom pro senhor C, nunca mais vi o moletom na vida. Nunca comprem algo pra compartilhar, vocês não terão haha. Sdds moletom super homem.




    33. Até pouco tempo, sempre que eu escrevo com caneta, eu ponho um pouco da língua pra fora.

    34. Eu NUNCA usei batom na vida, e nunca vou usar. Eu tenho um nojo absurdo, que vocês não compreendem. É nojo mesmo. Quando na escolinha queriam passar pra eu fazer alguma foto, eu chorava desesperadamente. Eu tenho fobia disso aí, se é que existe. Não sei EXPLICAR meu deus. 
    Nunca seria lésbica na vida, tenho horror de ver alguém com batom, imagina beijar uma boca com tinta que vai sair NA MINHA CARA.
    Batom escuro parece o the walking dead os zumbis claro
    Aqueles batom rosa clarinho parece que as meninas fizeram um oral no pokemón Jiglypuff.
    Horror, horror.







    35. Desde sempre eu tenho um sonho que faz parte das minhas noites já. Sonho com elevador. 
    Não tenho medo de elevador, e nunca tive. Mas sempre sonho com isso, e sempre é da mesma maneira.
    Aperto um número, exemplo, 6. Estou no térreo, ele começa a passar os andares, e passa o 6 que apertei, começa a subir freneticamente por todos os números, volta ao térreo, e não para no sexto andar novamente, se na segunda vez ele não parou, ele começa a subir e explode no teto, ou começa a girar o elevador inteiro e preciso me prender em algum lugar. 
    Em algumas vezes estou sozinha, outras com outras pessoas, algumas vezes sei que é O sonho, outras não. Muitas vezes guio as pessoas que estão comigo porque já é comum, e explico algumas coisas. É bem bizarro. Gostaria muito que parasse.




    36. Quando estou escovando os dentes coloco a mão esquerda na barriga.

    37. Sou ambidestra.

    38. Eu me achava a pessoa mais horrível do mundo com aparelho.
    Acho aparelho uma calamidade, horrível, deixa qualquer um feio. (Aparelho fixo)

    39. Tenho hipermetropia, e não miopia. Ou seja, visão de velha, visão cansada, ninguém tem isso, só eu. A maioria não enxerga de longe. Sou a exceção.

    40. Choro até hoje pra tirar sangue ou tomar injeção. Principalmente tirar sangue, tenho um Q fraco ao ver sangue.

    41. Eu falo dormindo. Eu grito as vezes.

    42. Tenho horror a barata, e muitos desses sonhos que acordo gritando é elas voando pra cima de mim.

    43. Sempre que tenho uma desilusão amorosa (pequena ou grande, e pode ser com a mesma pessoa) mudo a cor do cabelo ou faço algo diferente no cabelo.

    44. Até meus 17 anos usei franja.




    45. Odeio Harry Potter. Tentei ler quando tinha meus 10/11 anos, li alguns livros, mas não consegui ler a saga inteira.



    46. O primeiro livro que li mesmo, inteirinho e me tomou conta foi O caçador de pipas. História de 2 amigos, passada no Afeganistão.




    47. Todos os livros que eu leio, e são meus, eu grifo as frases, e dobro a folhinha da página da frase que amo, e depois passo essa frase pra um bloco de notas do computador. Tenho várias frases maravilhosas, e não só de romances aqui no meu pc.



    48. Não como morango, ou fruta vermelha. Só melancia e olhe lá.

    49. Também não como NADA roxo. NADA. Se for roxo, eu não como. Roxo eu gosto da cor. DA COR, na parede, da cor no vestido, da cor em bexigas, pra comer, me recuso. Uva, beterraba, sai de mim.

    50. Não sei lidar com a saudade, e não sei porque as pessoas desaparecem da sua vida. Não sei, até hoje vou tentando entender. 

    51. Eu sou COMPLETAMENTE apaixonada por bebês. COMPLETAMENTE. Por crianças até seus 4 aninhos mais ou menos eu pareço uma LOUCA. Apesar de sempre ter sido meu maior sonho ser mãe, sempre quis casar certinho, curtir minha lua de mel, e depois ter filhinhos. Sou da moda CERTA, HEHEHE.



    Se você já sabia pelo menos 5 dessas 51 coisas sobre mim, eu aceito casar com você :) 

    @nati_nina

    @nati_nina